71º Festival de Cannes: O Júri Oficial e a Selecção L’ACID

Foram revelados hoje todos os membros que constituem o Júri Oficial, presidido por Cate Blanchett, do 71º Festival de Cannes. A l’ACID, revelou igualmente a sua programação, com um foco em Portugal. Parece estar tudo a postos para o Festival de Cannes que vai realizar-se de 9 a 19 de Maio.

A Competição Oficial do 71º Festival de Cannes vai apresentar um conjunto de cineastas, que vão estar pela primeira vez a concurso com os seus novos filmes. Desafiado para avaliar estes filmes, talvez a mais importante competição oficial de cinema do mundo, o Júri Oficial da próxima edição do 71ª Festival de Cannes — realiza-se de 8-19 de maio de 2018 — é constituído e não por acaso, por cinco mulheres, quatro homens de sete nacionalidades e cinco continentes, sob a presidência da actriz e produtora australiana Cate Blanchett. São eles os membro do Júri Oficial: Chang Chen (actor, China), Ava DuVernay (escritora, realizadora e produtora, EUA), Robert Guédiguian (realizador, escritor e produtor, França), Khadja Nin (cantora e compositora, Burundi), Léa Seydoux (actriz, França), Kristen Stewart (actriz, EUA), Denis Villeneuve (realizador e escritor, Canadá), Andrey Zvyagintsev (realizador e escritor, Rússia). O júri vai revelar a sua lista de prémios no sábado, 19 de maio, durante a cerimónia de encerramento, no Palácio dos Festivais.

71º Festival de Cannes
“Verão Danado”, de Pedro Cabeleira na “ACID TRIP#2 Portugal”.
Lê Também:
50ª Quinzena dos Realizadores: A selecção sem filmes portugueses

Os cineastas-programadores da organização da l’ACID-Association du Cinema Independent pour sa Difusion, — que tem um igualmente agora um braço em Portugal e uma colaboração com a Associação Portuguesa de Realizadores — revelaram ontem o seu programa alternativo e também paralelo do 71º Festival de Cannes. São nove longas-metragens apresentadas numa selecção de filmes — fora de concurso e quase todas à procura de distribuição comercial —, que foi enriquecida por algumas novidades: uma sessão especial, chamada “ACID Heritage”, com o filme “Reprise”, de Hervé Le Roux (1996), que procura homenagear os 50 anos do Maio 68; e ainda um foco no cinema português, com o “ACID TRIP#2 Portugal”, uma apresentação de filmes portugueses recentes como: “Verão Danado”, de Pedro Cabeleira, “Terra Franca”, de Leonor Teles e “Colo”, de Teresa Villaverde. A selecção oficial l’ACID é composta por doze filmes, sendo dez primeiras obras que serão apresentados e acompanhados pelos cineastas e pelas equipes de filmagens desses mesmos filmes. Ligado a Portugal e integrados no foco “ACID TRIP#2”, vão ser desenvolvidos um conjunto de encontros e conversas para criar mais pontes entre cineastas independentes portugueses e franceses.

JVM

José Vieira Mendes

Jornalista, crítico de cinema e programador. Licenciado em Comunicação Social, e pós-graduado em Produção de Televisão, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. É actualmente Editor da Magazine.HD (www.magazine-hd.com). Foi Director da ‘Premiere’ (1999 a 2010). Colaborou no blog ‘Imagens de Fundo’, do Final Cut/Visão JL , no Jornal de Letras e na Visão. Foi apresentador das ‘Noites de Cinema’, na RTP Memória e comentador no Bom Dia Portugal, da RTP1.  Realizou os documentários: ‘Gerações Curtas!?’ (2012);  ‘Ó Pai O Que É a Crise?’ (2012); ‘as memórias não se apagam’  (2014) e 'Mar Urbano Lisboa (2019). Foi programador do ciclo ‘Pontes para Istambul’ (2010),‘Turkey: The Missing Star Lisbon’ (2012), Mostras de Cinema da América Latina (2010 e 2011), 'Vamos fazer Rir a Europa', (2014), Mostra de Cinema Dominicano, (2014) e Cine Atlântico, Terceira, Açores desde 2016, até actualidade. Foi Director de Programação do Cine’Eco—Festival de Cinema Ambiental da Serra da Estrela de 2012 a 2019. É membro da FIPRESCI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *