Roberto Benigni em "Pinocchio" © Festa do Cinema Italiano

Cine-Adiamentos: Festa Italiana e estreia de ‘Terra Nova

A situação do coronavírus está a provocar também alguns adiamentos no meio-cinematográfico nacional: 13ª Festa do Cinema Italiano e a estreia do filme português ‘Terra Nova’, de Artur Ribeiro,  foram adiadas.

Foi em comunicado que a Il Sorpasso, anunciou para já o cancelamento da abertura da 13ª Festa do Cinema Italiano para 1 de Abril: ‘Na sequência da situação relacionada com o coronavírus – COVID 19, a Festa do Cinema Italiano não irá realizar a sua 13ª edição, a partir de 1 de abril, como estava previsto — em Lisboa, Porto, Almada, Cascais, Setúbal, Penafiel, Alverca do Ribatejo, Coimbra, Viseu, Beja, Tomar, Évora, Caldas da Rainha e Loulé — sendo adiada para uma data a anunciar em breve. Sendo um evento que recebe milhares de pessoas e devido ao aumento da gravidade da situação em Itália e em Portugal, a organização considera que não estão reunidas as condições para a sua realização e para o bem de todos. A Il Sorpasso mostra ainda a sua solidariedade com os acontecimentos verificados em Itália, Portugal e no resto do mundo’.

Festa do Cinema Italiano
Roberto Benigni em “Pinocchio”, filme que em princípio será a abertura da 13ª Festa do Cinema Italiano em 2020 © NOS Audiovisuais / Festa do Cinema Italiano
Lê Também:
Cine Quarentena | ’Uma Escolha Imperfeita’: Sexo e Crise de Meia-Idade

Também a estreia de ‘Terra Nova’, de Artur Ribeiro, um filme português baseado na obra literária ‘O Lugre’ de Bernardo Santareno, foi adiada para data a anunciar: ‘A estreia de ‘Terra Nova’, o filme do realizador Artur Ribeiro, será adiada para nova data a anunciar brevemente, de acordo com a decisão da produtora Cinemate e da NOS Audiovisuais’.

terra nova
© NOS Audiovisuais

Rodado no Mar da Noruega e baseado na obra literária ‘O Lugre’, este filme chegará as salas de cinemas nacionais provavelmente mais próximo das datas de comemoração do centenário do nascimento do escritor Bernardo Santareno (1920-1960), em novembro próximo, trazendo para o grande ecrã o que poderá ser considerada a última epopeia trágico-marítima de Portugal: a faina maior ou seja a pesca do bacalhau na Terra Nova, bem próximo da Gronelândia.

JVM

José Vieira Mendes

Jornalista, crítico de cinema e programador. Licenciado em Comunicação Social, e pós-graduado em Produção de Televisão, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. É actualmente Editor da Magazine.HD (www.magazine-hd.com). Foi Director da ‘Premiere’ (1999 a 2010). Colaborou no blog ‘Imagens de Fundo’, do Final Cut/Visão JL , no Jornal de Letras e na Visão. Foi apresentador das ‘Noites de Cinema’, na RTP Memória e comentador no Bom Dia Portugal, da RTP1.  Realizou os documentários: ‘Gerações Curtas!?’ (2012);  ‘Ó Pai O Que É a Crise?’ (2012); ‘as memórias não se apagam’  (2014) e 'Mar Urbano Lisboa (2019). Foi programador do ciclo ‘Pontes para Istambul’ (2010),‘Turkey: The Missing Star Lisbon’ (2012), Mostras de Cinema da América Latina (2010 e 2011), 'Vamos fazer Rir a Europa', (2014), Mostra de Cinema Dominicano, (2014) e Cine Atlântico, Terceira, Açores desde 2016, até actualidade. Foi Director de Programação do Cine’Eco—Festival de Cinema Ambiental da Serra da Estrela de 2012 a 2019. É membro da FIPRESCI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *