© European Film Challenge

European Film Challenge | Entrevista a Miguel Linhares

Miguel Linhares foi o grande vencedor da última edição do European Film Challenge e graças à organização do evento em território Ibérico, a MHD conseguiu uma entrevista sobre a sua experiência e sobre as dicas que ele daria aos futuros participantes do EFC!

A última edição especial do European Film Challenge foi dedicada ao Festival de Veneza que decorreu entre o dia 28 de agosto e o dia 7 de setembro! As novidades foram muitas e quem esteve lá a vivê-las em primeira mão foi o vencedor português, Miguel Linhares!

Lê Também:
European Film Challenge | Tudo o que precisas de saber

Como foi a experiência na Biennale di Venezia? O que te surpreendeu mais?

Foi magnifico, diria que é um evento que define uma pessoa. Um ambiente mágico, de glamour e paixão pelo cinema. A beleza de Veneza aliada ao cinema criam uma sensação de encantamento difícil de definir.

Viste alguma pessoa famosa?

Vi à distância, mas relativamente perto, no tapete vermelho: Pedro Almodôvar (adoro!) e Kristen Stewart. Cruzei-me nas ruas da Biennale com Emir Kusturica, passou razoavelmente despercebido pela multidão, parecia um simples espectador do festival.

Quantos filmes tiveste a oportunidade de ver?

Nos 5 dias de festival em que participei, vi 19 filmes. Uma média de quase 4 filmes por dia, podia ser melhor ?

Quais filmes foram para ti os melhores e porquê? Tens um TOP 5?

Vi vários filmes dignos de menção, mas limitando a 5, escolho:

1. “Marriage Story” de Noah Baumbach, é um filme dilacerante e de enorme beleza. Adam Driver e Scarlett Johansson estão soberbos. É Noah Baumbach no seu tema de sempre (as relações humanas) no seu melhor de sempre.

2. ” Un Fils” de Mehdi Barsaoui. Estava no concurso “Orizzonti”, foi uma grande surpresa. Intenso, com excelentes desempenhos, particularmente do protagonista Sami Bouajila. Foi ovacionado no final, levando às lágrimas do realizador tunisino ali presente.

3. “J`Accuse” de Roman Polanski. Uma grande produção, um retrato de época perfeito, com temas que mantém indiscutível actualidade. Belo filme.

4. “Adults In The Room” de Costas-Gavras. Só um mestre conseguiria transformar um tema como a crise grega e a ascensão do Syriza ao poder(árido em termos artísticos) em cinema de grande alcance. Costas-Gravas mostrou mais uma vez porque é considerado, por muitos , o mestre do cinema político.

5. “The Kingmaker” de Lauren Greenfield. Um documentário interessantíssimo sobre uma figura tragicómica: Imelda Marcos.

Como foi a experiência em grupo?

A experiência de grupo foi boa, especialmente a troca de comentários e opiniões sobre filmes. Falar sobre cinema, com quem é tão apaixonado, é quase tão bom como ver cinema.

Um momento engraçado?

Para usufruir o máximo, e conseguir ver o maior numero de filmes, devo ter batido o recorde de menor tempo a comer uma sanduíche ?

Recomendarias esta experiência a outros cinéfilos?

Sim, claro! diria que a paixão pelo cinema sai reforçada, fica enorme, depois de uma experiência tão intensa e bela como esta.

Qual seria o teu conselho para os participantes do próximo desafio? 

Usarem o maior numero de plataformas(Internet, TV, cinema, festivais. etc.) possíveis, estarem muito atentos ao filmes com pontuação extra e acima de tudo: alegria e paixão pela participação. Só isso, já vale a pena!

Fica atento pois tu podes ser o próximo vencedor do European Film Challenge que irá decorrer já daqui a pouco tempo!

Ângela Costa

Mestre em Cinema pela Universidade da Beira-Interior, sou apaixonada pelo cinema japonês e toda a cultura que o envolve. Adoro igualmente fotografia e se tiveres curiosidade passa no meu Instagram ;) Música e videojogos são dois outros grandes interesses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *