Je suis Charlie | A MHD também

 

Dia 7 de janeiro fica marcado pelo ataque à redação do jornal satírico Charlie Hebdo. Neste dia foram confirmados 12 mortos, profissionais da comunicação e praticantes da liberdade da expressão.

Com conteúdo controverso, e com várias ameaças pelo caminho, o jornal satírico Charlie Hebdo continuou a sua missão desafiando vários limites.

A liberdade de expressão foi atingida. O Charlie Hebdo fez da caneta a sua única arma. Divulgando alguns tributos a Magazine.HD presta-lhes a sua homenagem e solidariedade. Je Suis Charlie é também o nosso sentimento, pela liberdade de expressão e criação.

 

 

Créditos: Ruben L. Oppenheimer, Jean Jullien, Bernardo Erlich, Francisco J. Olea, Lucille Clerc, James MacLeod

 

2 thoughts on “Je suis Charlie | A MHD também

  • É assim, eu sou totalmente a favor da liberdade de expressão e disso tudo, mas acho que também há limites… Não pensem que estou a justificar o que os extremistas fizeram, acreditem, não estou! Temos de ser sensatos… A religião é um assunto muito sensível (mais para uns do que para outros), e acho que eles puxaram, puxaram, puxaram, até que a corda rebentou!

  • Caro David, percebemos o seu comentário, mas não nos interprete mal. Não dissémos em parte alguma que concordávamos ou gostávamos (sempre) dos conteúdos publicados pelo Charlie Hebdo, aliás bem variados e plurais no seu alcance. Apenas defendemos e reafirmamos o direito (Incondicional) à sátira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *