Westerman (foto de Bex Day)

Mês em Música | Playlist de Janeiro 2020

Playlist de Janeiro | Os álbuns

Embora não tenha saído, durante este mês, nenhum álbum que sentíssemos forte o suficiente para elevar à categoria de Álbum do Mês (prémio que contém mais do que a realeza do vesgo em terra de cegos), há alguns longa-duração que merecem ser destacados e conhecidos. Para além do eletrizante, às vezes disfórico, Seeking Thrills, da Georgia, do sombrio e magnetizante Have We Met, do Destroyer, ou do Likewise, álbum a solo de Frances Quinlan, líder dos Hop Along, temos o delicado e expressivo See You Tomorrow, dos Innocence Mission, uma das apostas mais seguras deste primeiro mês de 2020.

THE INNOCENCE MISSION | SEE YOU TOMORROW

Mas o álbum mais interessante que ouvimos foi o Suite for Max Brown, do Jeff Parker. Antigo guitarrista dos Tortoise, Parker juntou-se à banda mesmo a tempo de contribuir para a direcção mais jazzística e orgânica do terceiro álbum, TNT (1998). Qualquer trabalho empalideceria ao lado deste clássico (ou do anterior Millions Now Living Will Never Die, prévio à entrada de Parker na banda), mas é fácil reconhecer a impressão digital de Parker quer numa canção como “TNT”, quer neste último álbum a solo. E o que é fascinante é precisamente a personalidade de Parker, a sua mobilidade entre géneros e a criação de uma sonoridade experimental que, sem ser imediata e beneficiando de repetida audição, nunca soa artificiosa.

JEFF PARKER | SUITE FOR MAX BROWN

PLAYLIST DE JANEIRO | DESTAQUES DO MÊS

  • Georgia, Seeking Thrills (Domino, 10 de Janeiro)
  • Desire Marea, Desire (Izimakade Records, 10 de Janeiro)
  • Rrose, Hymn to Moisture (Eaux, 10 de Janeiro)
  • The Innocence Mission, See You Tomorrow (Bella Union, 17 de Janeiro)
  • OOIOO, Nijimusi (Thrill Jockey, 17 de Janeiro)
  • Kiwi Jr, Football Money (Persona Non Grata, 17 de Janeiro)
  • Caspian, On Circles (Triple Crown, 24 de Janeiro)
  • Destroyer, Have We Met (Merge, 31 de Janeiro)
  • Frances Quinlan, Likewise (Saddle Creek, 31 de Janeiro)
Lê Também:
Os 25 Melhores Álbuns de 2019

PLAYLIST DE JANEIRO | SPOTIFY

Páginas: 1 2

Maria Pacheco de Amorim

Literatura, cinema, música e teoria da arte. Todas estas coisas me interessam, algumas delas ensino. Sou bastante omnívora nos meus gostos, mas não tanto que alguma vez vejam "Justin Bieber" escrito num texto meu (para além deste).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *