"E Tudo o Vento Levou" | © Selznick International Pictures

As 10 melhores vencedoras do Óscar para Melhor Atriz

De Vivien Leigh a Olivia Colman, desde 1927 até 2020, vem descobrir quais são as melhores vencedoras do Óscar para Melhor Atriz num Papel Principal.

Depois de termos listado as piores vencedoras do Óscar para Melhor Atriz, chegou a altura de fazermos o oposto. Ou seja, ao invés de criticarmos as mais medíocres campeãs deste troféu, vamos festejar as melhores Melhores Atrizes. Ao todo, já 95 desempenhos ganharam o prémio, sendo que, em 1968, houve um empate e que, em 1928, Janet Gaynor ganhou por três performances distintas em três filmes que estrearam durante o período de elegibilidade.

Como sempre, os critérios de escolha focam-se na qualidade dos desempenhos e na justiça da decisão da Academia. Uma atriz pode dar uma grande performance e, mesmo assim, não ser a melhor escolha de entre o seu quinteto de nomeadas. Meryl Streep em “A Escolha de Sofia”, por exemplo, é uma performance magistral, mas o galardão desse ano pertence à genialidade de Jessica Lange em “Frances”. São critérios subjetivos e admitimos, pois claro, que possam discordar com esta abordagem.

Lê Também:
As piores vencedoras do Óscar de Melhor Atriz Secundária

Outra decisão meio polémica é a de limitar o número de aparições múltiplas. Por outras palavras, cada atriz só pode aparecer uma vez nesta lista. Isso acabou por ser um parâmetro importante, pois quatro destas vitoriosas divas são campeãs de mais do que um Óscar. Com tudo isso dito, vamos lá desvendar este muito antecipado top 10.

Começamos, pois claro, com a atriz que ficou em décimo lugar e terminamos com a melhor vencedora de sempre. As nossas galardoadas são…

1 de 10

10. Olivia Colman em A FAVORITA

EFA
© Big Picture Films
  • Ano da cerimónia: 2019
  • Papel: Rainha Anne, monarca britânica do início do século XVIII.
  • Outras nomeadas para o Óscar: Yalitza Aparicio em “Roma”, Glenn Close em “A Mulher”, Lady Gaga em “Assim Nasce Uma Estrela” e Mellisa McCarthy em “Memórias de uma Falsificadora Literária”.

De todas as atrizes mencionadas nesta lista, esta é aquela cuja vitória foi mais surpreendente. De facto, ninguém estava à espera que Olivia Colman fosse a escolhida da Academia, nem mesmo ela própria como se viu durante a cerimónia dos Óscares. Tanto foi o choque que a atriz britânica chegou mesmo a pedir desculpa a Glenn Close que era a suposta favorita para ganhar Melhor Atriz, depois de já ter perdido o galardão seis vezes ao longo das décadas. Enfim, é pena que Close continue sem Óscar, mas isso não invalida a vitória de Colman.

De facto, trata-se de um feito grandioso de atuação e plasticidade tonal, dando vida ao humor negro de Yorgos Lanthimos num filme que desavergonhadamente quebra a convenção dos dramas de época em prol de conceber algo mais retorcido e perverso. O resultado dessa simbiose entre cineastas e atriz é um retrato psicológico que fere e espanta. Nalguns momentos, Colman faz-nos rir às custas de Anne e logo a seguir paralisa-nos com a angústia espelhada numa expressão silenciosa. No meio de tudo isto, ela nunca nos deixa esquecer que este não é um filme sobre intrigas bilhardeiras.

Pelo contrário, “A Favorita” trata-se de um filme sobre poder e o amor filtrado pelas mentes sociopáticas de quem procura assegurar influência política. Se alguém se tiver esquecido desse lado negro da obra, então o final mata qualquer dúvida ou falta de memória. Meio paralisada por um derrame, enfurecida e todo-poderosa, a Rainha Anne encerra o filme com um golpe de tirania sexual, revelando que este se tratou de um jogo de manipulação social onde não há vencedores.

1 de 10

Cláudio Alves

Licenciado em Teatro, ramo Design de Cena, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Ocasional figurinista, apaixonado por escrita e desenho. Um cinéfilo devoto que participou no Young Critics Workshop do Festival de Cinema de Gante em 2016. Já teve textos publicados também no blogue da FILMIN e na publicação belga Photogénie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *