Roma Alfonso Cuaron Diretores de Fotografia ASC Awards

Roma destaca-se nos prémios dos diretores de fotografia

Alfonso Cuarón e os diretores de fotografia de “Assim Nasce Uma Estrela” e “A Favorita” estão entre os nomeados para os prémios dos diretores de fotografia de Hollywood.

Durante grande parte da temporada dos prémios de cinema, as escolhas dos críticos dominam. Contudo não são críticos quem vota nos Óscares, mas sim profissionais da indústria em si. Por isso mesmo, é normal que haja uma discrepância grande entre Globos de Ouro e Óscares, por exemplo. Com isso em mente, os prémios dados pelos vários sindicatos de Hollywood acabam por se afirmar como os mais importantes prognosticadores da vontade da Academia de Hollywood.

Depois dos atores, dos produtores, cenógrafos, técnicos de montagem e argumentistas já se terem pronunciado, chega a altura de os diretores de fotografia (American Society Of Cinematographers) anunciarem os seus trabalhos prediletos do ano, tanto em cinema como em TV. Além disso, esta é uma associação com um prémio especial, chamado Spotlight, para pequenas produções, pelo que o cinema independente, europeu e de autor ainda tem possibilidade de se afirmar, o que não costuma acontecer com os outros sindicatos.

roma alfonso cuaron asc diretores de fotografia
ROMA de Alfonso Cuarón

Na categoria regular, “Roma” afirma-se como o grande favorito. Alfonso Cuarón foi diretor de fotografia para o filme que também realizou e está no bom caminho para fazer história como o primeiro realizador nomeado tanto para o Óscar de Realização como para o de Fotografia. Mesmo assim, uma vitória ainda não é segura e os outros nomeados dos ASC bem mostram o tipo de qualidade visual contra a qual o autor mexicano estará a competir.

Guerra Fria critica
GUERRA FRIA de Pawel Pawlikowski, fotografia de Łukasz Żal

O polaco “Guerra Fria” de Pawel Pawlikowski, por exemplo, é outro exercício em cinema de autor a preto-e-branco de impor respeito. Já em 2014, “Ida” do mesmo realizador tinha sido nomeado para o Óscar e este filme parece ir repetir a proeza. Por seu lado, Linus Sandgren ainda há pouco ganhou o Óscar por “La La Land” e já parece pronto a voltar ao pódio por “O Primeiro Homem na Lua”, cuja mistura de registos é capaz de impressionar os profissionais da área.

o primeiro homem na lua fotografia asc
O PRIMEIRO HOMEM NA LUA de Damien Chazelle, fotografia de Linus Sandgren

Convém também não descartar a potencial vitória de “A Favorita”, cuja fotografia de Robbie Ryan tem sido alvo de muitos artigos devido á sua peculiar estilização, cheia de luz natural áspera e distorções óticas. Há também “Assim Nasce Uma Estrela” cujo diretor de fotografia Matthew Libatique é um nome respeitado em Hollywood e o seu trabalho no filme de Bradley Cooper consegue impressionar sem arriscar a alienação da audiência que a estilização mais intensa dos outros nomeados pode causar.

a favorita asc diretores de fotografia
A FAVORITA de Yorgos Lanthimos, fotografia de Robbie Ryan

Os nomeados para o Spotlight Award são “Girl”, “The Rider” e “Namme”, sendo que o filme americano sobre um treinador de cavalos deverá ser o favorito a triunfar. Em televisão, “The Handmaid’s Tale” destaca-se com uma dupla nomeação e “The Terror” finalmente marca presença depois de andar a ser vagamente ignorado na Awards Season apesar das suas boas críticas e impressionantes visuais.

assim nasce uma estrela asc diretores de fotografia
ASSIM NASCE UMA ESTRELA de Bradley Cooper, fotografia de Matthew Libatique

Nem tudo é felicidade e triunfo, no entanto. Quem fica de fora desta lista de nomeados terá mais dificuldade em afirmar-se com a Academia de Hollywood. A mais notória ausência é a de “If Beale Street Could Talk” cujas imagens têm vindo a deliciar a crítica internacional e muitos peritos viam como uma aposta certa em detrimento de “O Primeiro Homem na Lua” que está a reaparecer na conversa dos prémios depois de ter sido muito esquecido. Para “Green Book”, “Vice” e “Bohemian Rhapsody” a falta de nomeação não é tão grave, mas mostra que a indústria não está assim tão cega de paixão pelos filmes como os Globos de Ouro.

Lê Também:
O que é que os Globos de Ouro nos dizem sobre os Óscares?

LISTA COMPLETA DOS NOMEADOS DA AMERICAN SOCIETY OF CINEMATOGRAPHERS (ASC):

CINEMA

  • Alfonso Cuarón, Roma
  • Matthew Libatique, Assim Nasce Uma Estrela
  • Robbie Ryan, A Favorita
  • Linus Sandgren, O Primeiro Homem na Lua
  • Łukasz Żal, Guerra Fria

PRÉMIO SPOTLIGHT

  • Joshua James Richards, The Rider
  • Giorgi Shvelidze, Namme
  • Frank van den Eeden, Girl

EPISÓDIO DE UMA SÉRIE TELEVISIVA NÃO-COMERCIAL (CANAL PRIVADO)

  • Gonzalo Amat, The Man in the High Castle, episódio “Jahr Null”
  • Adriano Goldman, The Crown, episódio “Beryl”
  • David Klein, Homeland, episódio “Paean to the People”
  • Colin Watkinson, The Handmaid’s Tale, episódio “The Word”
  • Cathal Watters, Peaky Blinders, episódio “The Company”
  • Zoë White, The Handmaid’s Tale, episódio “Holly”

EPISÓDIO DE UMA SÉRIE TELEVISIVA COMERCIAL (CANAL PÚBLICO)

  • Nathaniel Goodman, Timeless, episódio “The King of the Delta Blues”
  • Jon Joffin, Beyond, episódio “Two Zero One”
  • Ben Richardson, Yellowstone, episódio “Daybreak”
  • David Stockton, Gotham, episódio “A Dark Knight: Queen Takes Knight”
  • Thomas Yatsko, Damnation, episódio “A Different Species”

TELEFILME, MINISSÉRIE OU EPISÓDIO PILOTO

  • James Friend, Patrick Melrose, episódio “Bad News”
  • Mathias Herndl, Genius: Picasso, episódio “Chapter 1”
  • Florian Hoffmeister, The Terror, episódio “Go for Broke”
  • M. David Mullen, The Marvelous Mrs. Maisel, episódio piloto
  • Brendan Steacy, Alias Grace, episódio “Part 1”

O que pensas das escolhas dos diretores de fotografia? Deixa a tua resposta nos comentários e não percas a nossa cobertura intensiva da temporada de prémios de cinema!

Cláudio Alves

Licenciado em Teatro, ramo Design de Cena, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Ocasional figurinista, apaixonado por escrita e desenho. Um cinéfilo devoto que participou no Young Critics Workshop do Festival de Cinema de Gante em 2016. Já teve textos publicados também no blogue da FILMIN e na publicação belga Photogénie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *