Top Melhores Séries de 2019 by Magazine.HD | © HBO/©Netflix/©Hulu

TOP MHD | Melhores Séries de 2019

A equipa da MHD já reuniu o que de melhor se fez no pequeno ecrã! Percorre a galeria e fica a conhecer o nosso Top 10 das Melhores Séries de 2019.

O ano passado foi um ano recheado tanto por regressos muito esperados, como por novas séries que nos despertaram a curiosidade. A escolha foi especialmente difícil, mas conseguimos chegar a um consenso e eleger aquelas que para nós foram as melhores séries de 2019. Claro que por esta altura já deves ter o teu próprio Top na cabeça e projetado quem ocupará o nosso. O pódio não será surpresa para muitos, já os outros nove lugares talvez.

Gostaríamos apenas de referir que a ausência de grandes séries como "Fleabag," "Killing Eve," "The Crown" ou mesmo "Succession" não invalida (de todo) o seu teor de qualidade - principalmente no caso desta última, cuja segunda temporada foi um tema aceso de conversação entre nós. Agora, sem mais demoras, eis o nosso TOP 10 de 2019.

2 de 11

9º THE ACT

melhores séries 2019 the act
© HBO Portugal

A história verídica da mãe que queria que a filha fosse doente e da filha que queria que a mãe desaparecesse. A última ganhou. A mini-série dramática que sucedeu ao documentário “Mommy Dead and Dearest”, ambos da HBO, é um dos melhores trabalhos de interpretação de 2019. Tanto Patricia Arquette, como Joey King fazem-se valer, mas foi a jovem atriz de 20 anos que realmente nos encheu a medida. King têm-se revelado um pequeno prodígio a manter debaixo do radar. Aliás, arriscamo-nos a dizer que se Michelle Williams não tivesse no mesmo lote de nomeadas nos Emmys e Golden Globes King teria ganho (pelo menos) um deles.

Lê Também:
The Act, primeira temporada em análise

“The Act” acompanha a luta de uma adolescente pela sua independência a todos os níveis. O seu obstáculo é a mãe, que sofre da síndrome de Münchausen por procuração, ou seja, não se limita ao típico “não te deixo sair à noite,” mas faz-te acreditar que estás doente para poder dar cuidados de forma obsessiva. No caso de Gypsy, confinando-a a uma cadeira de rodas e alimentação por sonda. A mini-série é talvez o retrato mais cru desta doença, mas a verdade é que já a tínhamos visto em “Sharp Objects,” na mãe de Camille Preaker (Amy Adams), interpretada brilhantemente por Patricia Clarkson.

– Inês Serra

2 de 11

Inês Serra

Cresci a ir ao cinema, filha de pais que iam a sessões duplas...Será genético? Devoro livros e algumas séries. Fã incondicional do fantástico e do sci-fi. Gostaria de viver todos os dias com o mote Spielbergiano - "I dream for a living"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *