Filmes sobre o Espaço

15 Filmes sobre o Espaço para ver antes de O Primeiro Homem Na Lua

1 de 15

Quer seja na órbita da Terra ou num ponto distante da galáxia, o Espaço é, verdadeiramente, um autêntico personagem sem igual no Cinema. Quais são os Filmes sobre o Espaço que não hesitas rever?

O Espaço. A última fronteira ou a primeira porta para o incomensurável infinito?

A exploração espacial não é apenas uma das grandes ambições científicas da Humanidade, mas também a eterna caixa de Pandora a que a indústria cinematográfica regressa uma e outra vez, tentando espreitar através de uma nova fresta que permita um vislumbre fresco, original e temerário do oceano de desconhecido que nos rodeia.

O Primeiro Homem na Lua, o primeiro drama de Damien Chazelle depois do estrondoso sucesso dos musicais Whiplash e La La Land, examina, uma vez mais, a Nossa insaciável determinação de mergulhar no desconhecido para o tornar conhecido. No enredo, acompanhamos a história de vida do astronauta norte-americano Neil Armstrong (aqui interpretado por Ryan Gosling), a sua incrível jornada para se tornar o primeiro homem a andar na Lua, mas sobretudo, os sacrifícios e custos para toda uma nação de uma das mais perigosas e audaciosas missões na história da exploração espacial.

Quando nos aproximamos a passos largos da sua estreia nacional no próximo dia 18 de outubro, aproveitamos para fazer o trabalho de casa e explorar 15 Filmes sobre o Espaço para ver antes de O Primeiro Homem Na Lua.

Nota da autora: Todos os filmes da lista retratam uma luta ou dinâmica minimamente ancoradas na realidade, estando excluídos deste compêndio clássicos incontornáveis mas inequivocamente mais “ficcionais” como Guerra das Estrelas ou Star Trek.

2001: ODISSEIA NO ESPAÇO (1968)

Podíamos, sequer, começar de outra forma?

50 anos volvidos da sua estreia no Cinema e 2001: Odisseia no Espaço não é só o filme mais influente de toda esta lista, como, possivelmente, de todas as listas de Cinema onde poderá estar envolvido.

Em 2001, Stanley Kubrick oferece-nos um vislumbre de uma viagem desde o passado pré-histórico dos nossos antepassados, quando um grupo de macacos encontra um misterioso monólito e dele obtém conhecimentos que resultam na evolução do Homem, até ao espaço colonizado pelos humanos, no ano 2001. A descoberta de um outro monólito na Lua, proveniente de uma região junto a Júpiter, leva ao lançamento de uma expedição liderada pelo astronauta David Bowman para investigar a origem do objeto extraterrestre. Quando a missão é colocada em risco por HAL 9000, o supercomputador que controla a nave espacial, Bowman terá de vencer a máquina antes de viajar até ao local de origem do admirável objeto.

Lê Também:
Classic Fever | 2001: Odisseia no Espaço (1968)

Na derradeira exploração da imensidão do desconhecido, desbravando temas que vão desde o existencialismo à própria natureza da evolução, sem esquecer as anotações críticas sobre a consciência humana, o clássico de culto de Kubrick comenta sobre o Espaço como uma imensidão anónima – gloriosa, mas aterrorizadora.

Em 2018 permanecem as discussões acalentadas sobre o verdadeiro significado de 2001. Ao contrário do escrito de Arthur C. Clarke em que se inspira e que marca uma posição com alguma clareza, Kubrick sempre se absteve de explanações fáceis. E é também esta característica de esquiva impenetrabilidade que nos faz regressar vezes sem conta, sempre para descobrir algo novo – sobre o filme, e sobre nós.

1 de 15

Catarina Oliveira

Licenciada em Ciências da Comunicação e com formação complementar em Design Gráfico, além de editora e diretora criativa da MHD é também uma das sócias fundadoras da mais recente face da empresa. Colaboradora de Cinema na Vogue Portugal. Gestora de conteúdo na Lava Surf Culture e NOS Empresas - Criar uma Empresa. Autora do blog de Cinema Close-Up.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *