70º Festival de Cannes: Almodóvar preside Júri

O cineasta espanhol, regressa ao Festival de Cannes (17-28 de maio próximos), depois do ano passado ter apresentado ‘Julieta’ na competição, mas agora como presidente do Júri Internacional.

Pedro Almodóvar

Pedro Almodóvar será o presidente do 70º Festival de Cannes, a mostra cinematográfica mais importante e maior do mundo. Estou muito contente por poder celebrar o 70º Festival de Cannes num lugar tão privilegiado. Sinto-me agradecido, honrado e um pouco apreensivo. Estou consciente da responsabilidade que é ser o presidente do júri e espero estar à altura. Só posso dizer que me entregarei de corpo e alma a esta tarefa, que é por sua vez um privilegio e um prazer, comentou desta forma e como é hábito Pedro Almodóvar depois de anunciada a sua nomeação como presidente do Júri de Cannes 70.

Pela primera vez, um realizador espanhol é nomeado presidente do júri da competição principal de Cannes, depois do australiano George Miller, em 2016, do festival que agora é dirigido por Pierre Lescure (presidente) e Thierry Frémaux (director artístico). Pedro Almodóvar, é descrito por Lescure e por Frémaux como um artista único que goza de uma imensa popularidade e cuja obra já está inscrita para sempre na história do cinema.

Pedro Almodóvar

Membro do júri de Cannes 1992, Pedro Almodóvar já participou cinco vezes na competição oficial da Croisette: Tudo Sobre a Minha Mãe, em 1999 (Prémio de Melhor Realização), Voltar, em 2006 (Prémio de Melhor Argumento e Prémio Melhor Actriz, para o colectivo do elenco feminino), Abraços Desfeitos, em 2009, A Pele Que Eu Vivo, em 2011 e Julieta, em 2016; isto sem nunca ter ganho uma Palma de Ouro. Além de Má Educação, apresentado fora da competição em 2004. Pedro Almodóvar foi oscarizado duas vezes, na categoria de Melhor Filme em Língua Estrangeira, em 2000 (Tudo Sobre a Minha Mãe) e Melhor Argumento Original, em 2003 (Fala Com Ela). Competiu ainda na Berlinale 1990 com Áta-me! e em Veneza 1988 com Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos (Osella de Melhor Argumento).

JVM

José Vieira Mendes

Jornalista, crítico de cinema e programador. Licenciado em Comunicação Social, e pós-graduado em Produção de Televisão, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. É actualmente Editor da Magazine.HD (www.magazine-hd.com). Foi Director da ‘Premiere’ (1999 a 2010). Colaborou no blog ‘Imagens de Fundo’, do Final Cut/Visão JL , no Jornal de Letras e na Visão. Foi apresentador das ‘Noites de Cinema’, na RTP Memória e comentador no Bom Dia Portugal, da RTP1.  Realizou os documentários: ‘Gerações Curtas!?’ (2012);  ‘Ó Pai O Que É a Crise?’ (2012); ‘as memórias não se apagam’  (2014) e 'Mar Urbano Lisboa (2019). Foi programador do ciclo ‘Pontes para Istambul’ (2010),‘Turkey: The Missing Star Lisbon’ (2012), Mostras de Cinema da América Latina (2010 e 2011), 'Vamos fazer Rir a Europa', (2014), Mostra de Cinema Dominicano, (2014) e Cine Atlântico, Terceira, Açores desde 2016, até actualidade. Foi Director de Programação do Cine’Eco—Festival de Cinema Ambiental da Serra da Estrela de 2012 a 2019. É membro da FIPRESCI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *