A Idade de Adaline, em análise

 

A Idade de Adaline
  • Título Original: The Age of Adaline
  • Realizador: Lee Toland Krieger
  • Com: Blake Lively, Michiel Huisman, Harrison Ford
  • NOSi | 2015 | Drama | Romance | 112′

[starreviewmulti id=11 tpl=20 style=’oxygen_gif’ average_stars=’oxygen_gif’]

 

“A Idade de Adaline” é um filme sobre uma mulher (Blake Lively) que, após um acidente, se torna incapaz de envelhecer. Este acontecimento acaba por ter consequências gravíssimas para Adaline, uma vez que o passar dos anos não a afecta, e que outras pessoas começam a aperceber-se da sua aparência invulgar. O culminar das complicações surge quando o Governo inicia uma perseguição a Adaline, e esta decide viver uma vida de constante fuga, até que um estranho (Michiel Huisman) a faz repensar as suas escolhas.

adaline

O enredo explora as consequências deste acontecimento de uma forma invulgar e original, transcendendo o drama romântico que está presente na maior parte do filme. Vemos a vida eterna como algo indesejável, como causa de dor, uma perspectiva não muito comum, e que só acontece graças à fabulosa representação de Blake Lively, que consegue adicionar pequenas subtilezas que mostram à audiência o quão infeliz é Adaline com a sua condição. Outra prestação digna de nota é oferecida por Harrison Ford, que faz o papel de pai de Ellis de forma brilhante.

adaline2

O ponto alto deste filme é sem qualquer dúvida a grande reviravolta que acontece a meio, e nos deixa sem saber o que pensar nem por quem torcer. Uma situação completamente inesperada, e que ilustra o quanto “A Idade de Adaline” não é apenas mais um romance. É uma história complexa ao nível emocional e psicológico, e o único momento prevísivel é o seu final, decisão que pode ser perdoada por ser a única forma de Adaline obter a felicidade que tanto merece.

adaline4

Este é um daqueles filmes que merecem mais ser vistos do que analisados, por perigo de dizer demasiado na análise e estragar a experiência a quem ainda não o pôde ver. Como nota final, resta apenas reforçar que A Idade de Adaline surpreende pela forma diferente como desenvolve o enredo, e que merece ser visto tanto como Adaline merece finalmente ser feliz.

SL

0 thoughts on “A Idade de Adaline, em análise

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *