© Paramount Vantage

Conheça as histórias reais que inspiraram quatro filmes imperdíveis

A melhor parte dos filmes inspirados em histórias reais é o facto de podermos experimentar momentos, memórias e, por vezes, dramas que de outra forma não seríamos capazes. Por isso, alguns filmes tornaram-se tão únicos e conquistam milhares de espectadores em todo o mundo.

Há histórias que merecem ser contadas e partilhadas, sejam sobre momentos que fizeram parte da história da humanidade ou sobre experiências pessoais que, de alguma forma, possam transmitir-nos mensagens positivas, de sabedoria e maturidade. E, se há coisa que o cinema tem de belo, é o fato de poder tornar essas histórias intemporais e inesquecíveis.

Aqui selecionamos algumas das histórias retratadas nos grandes ecrãs e que influenciaram gerações. São narrativas fascinantes que certamente merecem uma vista de olhos!

O Lado Selvagem

Se há dramas que nos comovem e nos prendem ao sofá, então este é um deles. Inspirado no livro homónimo do escritor e jornalista Jon Krakauer, o filme relata a história real de Christopher McCandless. Após ter terminado os seus estudos na universidade, McCandless decide doar todo o seu dinheiro à caridade, abdicar de todos os seus bens e até mesmo eliminar a sua identidade.

A famosa personagem protagonizada por Emile Hirsch transforma-se, então, em Alexander Supertramp, um jovem adulto que parte numa aventura até o Alasca, sem nunca olhar para trás. Um filme que emociona e faz vibrar de adrenalina, mas que, acima de tudo, traz-nos reflexão sobre a pessoa que queremos ser. Ao som da música de Eddie Vedder, o filme realizado por Sean Penn é o reflexo de uma história de vida que impressiona qualquer um que o assista.

O Rapaz Que Prendeu o Vento
© BBC Films

O Rapaz Que Prendeu o Vento

A história de William Kamkwamba revelou ser a inspiração para a estreia do ator Chiwetel Ejiofor enquanto realizador e argumentista. William vive com a sua família na África, em Malawi, onde o trabalho no campo é a única forma de subsistência da população. Os pais eram agricultores e a irmã, uma jovem que ambicionava ir para a universidade, mas que viu seus planos serem alterados.

Em tempos de seca extrema, instalou-se a fome e a miséria em quase todas as aldeias, mas William lutou para arranjar uma solução, mesmo quando ninguém acreditava nele. Inteligência, destreza e muito estudo foram as principais ferramentas que fizeram com que William “prendesse o vento” e trouxesse de volta a felicidade e a esperança à sua família e aos habitantes de Malawi. Uma história que retrata as condições precárias e as adversidades vividas por muitos.

O Jogo da Imitação

Vencedor do Óscar de Melhor Argumento Adaptado, em 2015, o Jogo da Imitação é inspirado na história do matemático e criptoanalista Alan Mathison Turing. O filme é passado durante a Segunda Guerra Mundial, quando Turing e a sua equipe desempenharam um papel fundamental em ajudar os Aliados na guerra contra os alemães. Turing criou uma máquina para decodificar o famoso Enigma, um sistema de comunicação criptografado de mensagens, criado pelo exército alemão para comunicar os seus planos de ataque durante a guerra.

O matemático teve sucesso no seu intento e a Alemanha perdeu a guerra. Além de famoso pela sua maestria, Turing foi um dos pioneiros da formalização do conceito de criptografia, uma das técnicas mais disseminadas atualmente e utilizada por diversos setores online, como o de iGaming e o de e-commerce, para codificar dados dos seus usuários, a fim de proporcionar segurança a eles enquanto navegam por suas plataformas. Por sua vez, o matemático foi também responsável por desenvolver um dos primeiros computadores programáveis no Laboratório Nacional de Física do Reino Unido, impulsionando aquilo que hoje conhecemos como computação moderna.

Elementos Secretos

O filme conta a história de Katherine Johnson (Traji P Henson), Dorothy Vaughn (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe), três mulheres brilhantes que trabalhavam na NASA e revelaram ser o cérebro por trás de uma operação que iria determinar a posição dos EUA num momento crucial da Guerra Fria: o lançamento do astronauta John Glenn para a órbita do planeta Terra.

Numa época em que a segregação racial e de género era uma realidade bastante difícil, o filme retrata uma visão detalhada das desigualdades que as mulheres afroamericanas enfrentavam, apesar do seu interesse, conhecimento e experiência. Para Katherine, Dorothy e Mary, a questão racial não seria um impedimento para mostrarem o quão brilhantes poderiam ser. Na verdade, entre números e cálculos à mão, essas três mulheres foram as responsáveis pelo sucesso da missão da NASA, quando mais ninguém a conseguia resolver.

Estas são algumas das histórias reais que inspiraram filmes e que, apesar de vividas em épocas distintas, transmitem mensagens que se adequam aos dias de hoje. Mas, além delas, existem muitas mais. A Netflix, por exemplo, disponibiliza uma categoria destinada a filmes inspirados em factos reais, em que poderá encontrar algumas dessas referências. Divirta-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *