©Naughty Dog

The Last of Us Part II recebe novo trailer cinemático

Mais um trailer de “The Last of Us Part II” chega até nós, desta vez com alguns trechos focados na luta de Ellie. Não percas!

A Sony Interactive Entertainment traz-nos mais um vídeo do jogo da Naughty Dog. Este novo trailer oficial mostra alguns dos perigos que Ellie terá de enfrentar, enquanto a mesma desempenha uma canção em acústico para Dina, a sua companheira de viagem.

Para além de mais alguns vislumbres do ambiente pesado que podemos esperar, neste novo vídeo vemos Ellie a fugir de diferentes e novos inimigos que estarão na continuação do jogo de 2013.

O tom musical e as imagens realçam o objectivo que move Ellie a escapar-se das garras das hordas de infectados, fazendo tudo para sobreviver e cumprir a sua missão.

Lê Também:
Guia dos Videojogos para 2020

A Sony tem lançado conteúdo sobre o jogo da Naughty Dog de forma frequente, trazendo não só novos trailers, como gameplay e detalhes na série “Inside The Last of Us Part II”, que conta com um 4º episódio ainda por revelar.

O exclusivo da PlayStation 4 promete uma aventura intensa, dramática e emotiva, onde os jogadores terão a oportunidade de enfrentar os crescentes conflitos morais criados pela incansável busca de vingança da protagonista, Ellie, continuando a aventura com personagens já conhecidos, como Joel, e outras caras novas, como Dina.

TRAILER | O NOVO VÍDEO CINEMÁTICO DE “THE LAST OF US PART II”

O jogo chega dia 19 de Junho e pode ser adquirido na PlayStation Store ou nas lojas habituais, numa variedade de edições. Está totalmente localizado em português.

Estás em pulgas para o dia de lançamento? O que pensas deste novo trailer?

Catarina Ferreira

Sempre tive desejo inato de expressar a minha criatividade, tendo envergado pelas artes nos estudos e nos tempos livres, como pintura, desenho, fotografia ou arte digital. Os videojogos também me acompanharam desde cedo. Halo foi o que me trouxe à Xbox, onde acabei por criar os Xbox PT Dummies. Não sou fã de guerras de consolas e acredito que todos têm o dever de ser felizes onde entenderem. Podem ver as minhas opiniões (não) populares no Twitter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *