"Galveston - Vingança e Redenção" |© NOS Audiovisuais

Elle Fanning, os filmes essenciais da sua carreira

No passado mês de março estreou “Galveston – Vingança e Redenção”(2018), de Mélanie Laurent, a mais recente obra que Elle Fanning protagoniza a estrear nas salas nacionais. A assinalar este lançamento, e o aniversário da atriz, recuperamos agora os filmes essenciais da sua já notável carreira. Revelamos também onde ver algumas destas obras em casa! 

Elle Fanning é, aos 22 anos, celebrados no passado dia 9 de abril, uma das mais promissoras jovens em ascensão em Hollywood. Não é apenas senhora do seu próprio franchise com “Maléfica”, mas oscila entre o cinema mais comercial e o cinema independente com facilidade. Os seus projectos têm vindo a demonstrar, cada vez mais, uma versatilidade e maturidade crescente enquanto intérprete.

A atriz tinha já um legado forte a cumprir. Ao fim de contas é a irmã mais nova de Dakota Fanning (26), estrela infantil que se destacou na primeira década do século XXI com filmes como “Guerra dos Mundos” (2005) ou “A Teia de Carlota” (2006). Seguiu desde cedo as pegadas de Dakota e começou na indústria antes sequer de completar três anos de idade. Por diversas vezes representou a versão mais jovem da sua irmã , por exemplo em “I Am Sam – A Força do Amor” (2001) ou até num episódio da série de ficção científica “Eles Vieram em Paz” (2002). Contudo, desengane-se quem considere que a individualidade de Elle não está mais do que solidificada. A galeria que se segue prova isso mesmo…

1 de 18

“NO PAÍS DAS MARAVILHAS” (2008) 

Elle Fanning Phoebe in Wonderland
Elle Fanning em “No País das Maravilhas” (2008) |©Silverwood Films

Todas as histórias começam no início e merecem ser narradas a partir desse ponto. Depois de, ainda em tenra idade, ter dado vida a versões mais novas da irmã, Elle Fanning teve breves aparições em séries televisivas, nomeadamente de investigação policial . Seguiram-se-lhe papéis maiores em filmes, mas ainda sem grande preponderância narrativa.

O seu primeiro papel enquanto protagonista surgiu muito cedo, aos 10 anos, no drama independente “Phoebe in Wonderland” – na versão nacional “No País das Maravilhas”. O guião deste filme foi escrito antes sequer da jovem atriz ter nascido, mas não é por isso que Elle Fanning não se destacou através da sua prestação central. A obra, que conta com outros nomes fortíssimos no elenco – Bill Pullman, Patricia Clarkson ou Felicity Huffman – conta a história fantástica de uma menina destemida e imaginativa. Incapaz de se conformar, Phoebe é diferente e sente-se rejeitada pelos seus pares. Apaixonada pela peça “Alice no País das Maravilhas”, começa a refugiar-se num mundo onde a realidade e ficção se confundem.

Um primeiro papel de protagonista exigente, que marca desde logo a singularidade desta criança criada na indústria. “No País das Maravilhas” foi também a primeira experiência de realização de uma longa-metragem para Daniel Barnz , que viria em 2014 a realizar “Cake: Um Sopro de Vida” . Foi este o filme pelo qual Jennifer Aniston viria a receber louvores pela sua primeira grande prestação no campo do drama.

1 de 18

Maggie Silva

Comunicadora de profissão e por natureza. Dependente de cultura pop, cinema indie e vítima da incessante necessidade de descobrir novas paixões. Campeã suprema do binge watch, sempre disposta a partilhar dois dedos de conversa sobre o último fenómeno a atacar o pequeno ou grande ecrã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *