Os melhores e os piores momentos dos Óscares 2016 (Parte 3)

 

 

A cerimónia de entrega dos Óscares 2016 é das mais aguardadas do ano para quem é admirador de cinema, e como tal, decidimos reunir os melhores e piores momentos da noite.

Para quem gosta de assistir à cerimónia de entrega dos Óscares 2016, o principal interesse é obviamente, conhecer em primeira mão os grandes vencedores do ano. Contudo, este espetáculo está sempre recheado de grandes surpresas, desilusões, e momentos que ficam para a história, quer pelos melhores motivos quer pelos piores. A cerimónia dos Óscares 2016 não foi excepção e aqui na Magazine.HD decidimos reunir os melhores e os piores momentos da noite.

MELHORES MOMENTOS  >>

 

PIORES MOMENTOS DOS ÓSCARES 2016

 

Agradecimentos

Este era o ano em que os discursos dos Óscares 2016 deveriam ser mais interessantes do que apenas uma longa lista de agradecimentos. Os nomes das pessoas que os vencedores queriam agradecer passaram em rodapé, supostamente para libertar os vencedores e dar-lhes oportunidade de uma grande discurso. O que aconteceu foi que a maior parte dos vencedores simplesmente não conseguiu evitar agradecer a pessoas que estavam a passar em rodapé e como consequência, o realizador do espetáculo era impiedoso, colocando de imediato a orquestra a tocar. Esta é uma boa inovação da Academia, mas vai ter de ser limada nas próximas edições. Esperemos que no próximo ano os agradecimentos sejam melhores que este ano.

Lê também: TOP Filmes 2015 by MHD

 

Stacey Dash

Este foi definitivamente o momento mais embaraçoso da noite dos Óscares 2016, especialmente para a protagonista. Provavelmente não fazem a mínima ideia de que é Stacey Dash. Bem, para o acontecimento em questão, basta saber que esta americana é uma forte opositora do Black History Month, tendo sugerido até que terminassem este tema do mês durante uma aparição no programa Fox News  “Fox & Friends”. Ora alguns momentos depois do início da cerimónia dos Óscares 2016, Stacey Dash surge inesperadamente no palco desejando a toda a plateia um feliz Black History Month. Foi uma piada ousada que Dash, com a qual não soube lidar muito bem e resultou num silêncio constrangedor e uma reação muita confusa do cantor The Weeknd.

 

via GIPHY

 

via GIPHY

Vê também: Óscares com as audiências mais baixas desde 2008

 

Várias figuras famosas não aplaudiram Jenny Beavan quando esta recebeu o Óscar de Melhor Guarda-Roupa

Na passada noite de domingo, Jenny Beavan recebeu o Óscar de Melhor Guarda-Roupa com o filme Mad Max: Estrada de Fúria. Beavan foi uma das muitas mulheres que ganharam pelos seus trabalhos no filme, que ganhou praticamente tudo nas categorias técnicas, e com mérito. À medida que Beavan caminhava em direção ao palco para aceitar a sua estatueta dourada, uma linha inteira de membros da multidão, na sua maioria homens, incluindo Iñárritu, deliberadamente decidiram não bater palmas para Jenny enquanto ela passava. Em vez disso, eles limitaram-se a olhar para a vencedora de alto a baixo, com ar aborrecido e insatisfeito. Sinceramente, esta atitude não só revela falta de respeito pelo trabalho de Beavan, como também demonstra o preconceito que ainda está tão presente em Hollywood. Claramente estas figuras do cinema não podiam aplaudir uma mulher que não se encaixa nos padrões de beleza tradicionais de Hollywood.

 

Lê mais: Óscares 2016 | A análise definitiva a um ano potencialmente histórico

 

O discurso de Sam Smith quando recebeu o Óscar de Melhor Canção Original

Embora esta vitória seja perfeitamente discutível, este momento ficou marcado pelo discurso de Sam Smith. Temos a certeza que as intenções do cantor eram certamente as melhores, mas a verdade é que Smith acabou por dar um completo tiro no pé quando afirmou:

I read an article a few months ago by Sir Ian McKellan, and he said that no openly gay man had ever won an Oscar. And if this is the case — even if it isn’t the case — I wanna dedicate this to the LGBT community all around the world

Bastava um rápida pesquisa no Google para ficar a saber de vencedores anteriores que eram assumidamente gays. Exemplos? Dustin Lance Black, argumentista de Milk ou Elton John, um dos maiores nomes da música internacional, e vencedor do Óscar com a música do filme O Rei Leão, Can You Feel The Love Tonight.

 

 

MELHORES MOMENTOS  >>

 

Consulta ainda o nosso Guia das Estreias de Cinema

 

 

Filipa Machado

Uma fã da 7ª Arte, adora ler e passar as suas folgas a fazer maratonas de séries e não pode viver sem um pouco de anime no seu dia a dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *