Nicolas Cage em "Dog Eat Dog" | © Pure Dopamine

Nicolas Cage poderá ser ele próprio no próximo filme

Nicolas Cage poderá estar a preparar-se para um papel bastante peculiar. Não é uma biografia, mas em vários detalhes parece espelhar a sua carreira e vida.

Vem de uma das famílias com mais talento e presença em Hollywood – é sobrinho de Francis Ford Coppola e primo de Sofia Coppola – e é por certo um dos actores mais conhecidos da sua geração. Nicolas Cage tem no seu currículo mais de 90 papéis e já foi um anti-herói da Marvel em “Ghost Rider”, um criminoso em “A Outra Face” e até uma versão gémea de si mesmo para protagonizar “Inadaptado”, de Charlie Kaufman e Spike Jonze.

Para o seu próximo projecto, de acordo com notícias avançadas pelo The Hollywood Reporter, Nicolas Cage pode estar a preparar-se para um dos “maiores” papéis da sua vida: ele mesmo (embora nunca na sua plenitude em termos biográficos). Aparentemente o actor está em fase final de negociações para ser o protagonista num projecto que se intitula “The Unbearable Weight of Massive Talent” (trad. livre: O peso insuportável do talento massivo).

Lê Também:
As coisas mais Bizarras que Atores fizeram para dar vida a uma Personagem

O projecto ainda não tem casa em nenhum estúdio mas parece estar a gerar competição entre alguns dos maiores. Para já sabe-se que envolvidos nas negociações estão em cima da mesa a HBO Max, a Paramount Pictures e a Lionsgate, esta última a que aparenta estar mais perto de garantir os direitos. Uma vez que ainda são várias as negociações em cima da mesa, os detalhes sobre o enredo são escassos mas os representantes de Cage já confirmaram que a maioria dos detalhes revelados está certa mas que o papel de Nicolas Cage é ligeiramente diferente do que foi avançado.

De acordo com o THR, no filme “The Unbearable Weight of Massive Talent”, Nicolas Cage estará atrás de um papel no próximo filme de Quentin Tarantino (algo que se assemelha bastante à vida real, dado que o autor sempre manifestou interesse em trabalhar com o realizador de “Era Uma Vez Em… Hollywood“). No entanto, a personagem de Cage vê-se numa fase da vida em que tem uma má relação com a sua filha adolescente, constantemente atormentado pelo seu ‘eu’ dos anos 90 que critica o Cage actual, seja pela falta de fama ou pelas escolhas de maus papéis.

Lê Também:
Mandy, em análise

Aliando a estes detalhes, que sabemos reflectirem-se um pouco na carreira de Cage, cujo último auge é capaz de ter sido “Ghost Rider” em 2011, a personagem está também com dívidas, procurando desesperadamente que algum bilionário executivo de Hollywood compre o seu manuscrito para fazer um novo filme. A reviravolta no entanto surge quando o bilionário pode não ser quem aparenta ser e Cage vê-se envolvido num mundo de crime relacionado com cartéis de droga.

O argumento do filme é de Tom Gormican e Kevin Etten, que criaram a série da FOX, “Ghosted”. Gormican será também o realizador e ao que parece foi ele que convidou Nicolas Cage a participar no projecto. O filme não pretende gozar com o actor ou a sua carreira, mas ser quase uma homenagem e tributo a tudo o que já fez, incluindo êxitos como “Morrer em Las Vegas”, “A Outra Face” e “60 Segundos”. Mas ainda não existe confirmação se a personagem principal terá mesmo o nome de Nicolas Cage.

Dado o teor do filme, a curiosidade é muita e já se fala sobre se o papel poderá ser uma nova reviravolta na sua carreira. Relembramos que o actor, na sua longa carreira, já conta com um Óscar de Melhor Actor por “Morrer em Las Vegas”.

TRAILER | NICOLAS CAGE EM LEAVING LAS VEGAS, QUE LHE DEU ÓSCAR

Concordas que este tipo de papéis pode resultar para ressuscitar uma carreira?

Marta Kong Nunes

Arquitecta (com um c!) de formação. Coordenadora de profissão. Fanática de cinema e séries por pura paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *