"O Homem Que Matou Don Quixote" |©Screen Media Films

Paulo Branco ganha os direitos de autor de Don Quixote de Terry Gilliam

O tribunal de Paris deu razão ao produtor português, Paulo Branco, sobre os direitos de autor do filme de Terry Gilliam, “O Homem Que Matou Don Quixote”.

Para perceber o que levou a esta decisão tem de se voltar ao início. Paulo Branco fez um contrato com Terry Gilliam em que este daria os direitos do filme a Branco caso este financiasse o filme. É aí que começa a confusão, pois Gilliam afirma que o financiamento nunca chegou e por isso teve que procurar noutro sítio e só aí conseguiu filmar. Mas Branco afirma que o contrato ainda é válido e tudo que Gilliam fez depois de o assinar foi uma violação, desde as filmagens, os contratos com distribuidores, a estreia em Cannes e a estreia nos cinemas franceses.

Lê Também:
Festival de Cannes | Grande ranking dos vencedores da Palme d’Or

Agora os direitos de “O Homem Que Matou Don Quixote” pertencem a Paulo Branco e a Alfama Films. Branco vai pedir indemnizações a Gilliam, a Kinology (a empresa parisiense que produziu o filme), a Ocean Films e até o Festival Cannes por ter deixado o filme ser apresentado durante o festival.

Ainda não se sabe o que vai acontecer com o filme, pois a guerra entre Branco e Gilliam continua. A única coisa que se sabe é que “O Homem Que Matou Dom Quixote” não vai passar em nenhum cinema nos próximos tempos.

TRAILER | O HOMEM QUE MATOU DON QUIXOTE QUE AGORA PERTENCE A PAULO BRANCO

Qual é a tua opinião sobre este assunto?

Ana Inês Carvalho

Licenciada em História de Arte. Viciada em filmes e música, em especial k-pop, e também wrestling.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *