Revelados os vencedores dos Prémios PlayStation

Chega ao fim 2ª edição dos Prémios PlayStation e dos dez nomeados, cinco jogos conseguiram levar para casa um prémio!

O evento que pretende incentivar a indústria do desenvolvimento de videojogos e apoiar o talento nacional arrancou em Julho, terminando agora em Janeiro, com o Game Studio 78 como o seu grande vencedor. O estúdio de VRock recebeu o Prémio PlayStation para Melhor Jogo de 2016, e o Prémio Para Jogo Mais Inovador.

Lê também: Top Remasters | 4 – Uncharted: The Nathan Drake Collection

Criado para o PlayStationVR, VRock transforma o jogador numa estrela do rock que atua para milhares de fãs. Rogério Ribeiro, CEO e produtor no Game Studio 78, disse após receber o prémio:

“Estamos muito entusiasmados com este prémio. Decidimos arriscar com um jogo para a realidade virtual e estamos ansiosos por lançar VRock para a PS4 e para o PlayStation VR. Obrigado a todos os que nos apoiaram e à PlayStation por acreditar em nós e por apoiar o crescimento da indústria dos videojogos em Portugal.”

De forma a levar o projeto em frente, os criadores do VRock terão acesso a algumas ajudas. Estas incluem um espaço físico em Lisboa durante 10 meses, kits de desenvolvimento PS4, um prémio monetário de 10.000€, e uma campanha publicitária nos canais da PlayStation no valor de 50.000€. Após a sua conclusão, o jogo será publicado na PS Store.

premios playstation vrock

Contudo na cerimónia conduzida pelo grupo de comédia Os Improváveis, foram premiados pelo seu talento e criatividade outros quatro jogos.

Lê ainda: Heavy Rain and Beyond: Two Souls Collection (PS4) | Análise

Hell Keeper, do estúdio Badaguedes venceu o prémio para Melhor Arte, apresentado pelo realizador português Edgar Pêra.

Na categoria de Melhor Utilização das Plataformas PlayStation o vencedor foi Gateway, do SpellCaster Studios. O prémio foi entregue pela Fun Punch Games, o estúdio vencedor da 1ª edição dos Prémios PlayStation em Portugal. A equipa desejou-lhes o mesmo sucesso de Strikers Edge, atualmente nomeado para Melhor Jogo Indie do PAX South, nos EUA.

Do estúdio Cake Collective chega An Aztec Tale, o vencedor de Melhor Jogo Infantil. O prémio foi entregue pela doutora Ana Amélia Carvalho, Professora Catedrática de Ciências da Educação na Universidade de Coimbra, e cuja investigação procura desenvolver videojogos para auxiliar os jovens no estudo das matérias escolares.

E finalmente, Shutix do Indot Game Studios, premiado com o Prémio PlayStation da Imprensa. Para o entregar estava Sandra Páscoa, PR Manager da PlayStationIberia, e Roberto Yeste, Responsável de Desenvolvimento Local da PlayStationIberia.

Lê também: Videojogos em 2016 – O ano em revista

O evento foi ainda marcado pela presença de apoiantes de jovens empresários. Exemplo disso é a Drª Isabel Neves, presidente do Business Angels Club de Lisboa e membro do painel do programa televisivo Shark Tank, que subiu ao palco para entregar o Prémio PlayStation para Jogo Mais Inovador e deixou umas palavras de incentivo ao empreendedorismo jovem. Marcaram também presença Liliana Laporte, Diretora Geral da PlayStation Iberia, e Jorge Huguet, Diretor de Marketing PlayStation Iberia, que revelaram o prémio para Melhor Jogo do Ano 2016.

premios playstation gateway

Para além dos prémios, o evento acolheu ainda dois projetos da ETIC – Escola de Tecnologias, Inovação e Criação. Ambos estão a ser desenvolvidos no âmbito do programa PlayStation First.

Como explica Roberto Yeste:

“Em Portugal, estamos a cumprir o objetivo de impulsionar a indústria em várias áreas. Além dos Prémios PlayStation, também arrancou em Portugal, em 2016, o programa PlayStation First. Esta iniciativa permite aos estudantes de videojogos criarem títulos para a PlayStation 4, complementando assim a sua formação e abrindo portas para muitos estúdios.

Esta edição dos Prémios PlayStation mostrou que há muitos criadores em Portugal e muito talento que é preciso valorizar. Sentimos um envolvimento crescente dos estúdios com esta iniciativa, e isso vê-se pela qualidade dos projetos apresentados. Os melhores projetos deste ano estiveram presentes na Lisboa Games Week, assim como vários estúdios espanhóis apoiados pelas iniciativas do programa PlayStation Talents.”

E Liliana Laporte acrescenta:

“A 1ªedição foi um sucesso e Strikers Edge é um ótimo exemplo do talento português e de quão longe é possível chegar. Hoje foi possível ver que há muito mais projetos portugueses em que vale a pena apostar e nós assumimos gradualmente um compromisso com os estúdios portugueses. Portugal é um país fundamental para a PlayStation. Somos líderes neste mercado e este é um território onde vamos continuar a apostar. Temos um forte compromisso com o crescimento desta indústria e, com iniciativas como os Prémios PlayStation, garantimos visibilidade para a indústria, apoiamos novos talentos, estimulamos a criatividade nacional.

O PlayStation®VR faz parte da nossa estratégia para oferecer as melhores experiências de jogo aos utilizadores. Lançámos o PS VR em outubro de 2016 e vamos continuar a enriquecer o nosso catálogo de jogos para poder fornecer conteúdos atrativos para os nossos jogadores. E estamos muito entusiasmados por, no futuro, termos um videojogo português e espanhol, desenvolvidos com o apoio da PlayStation, para o nosso sistema de realidade virtual.”

STRIKERS EDGE FOI O VENCEDOR DO 1º PRÉMIOS PLAYSTATION

Os Prémios PlayStation dão a oportunidade aos jovens portugueses de apresentar o seu projeto para a PlayStation 4. E, quem sabe, ele poderá chegar a mais de 50 milhões de jogadores por todo o mundo.

Ângela Costa

Mestre em Cinema pela Universidade da Beira-Interior, sou apaixonada pelo cinema japonês e toda a cultura que o envolve. Adoro igualmente fotografia e se tiveres curiosidade passa no meu Instagram ;) Música e videojogos são dois outros grandes interesses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *