Jessica Barden | © Netflix

The End of the F***ing World | Trailer revela futuro de Alyssa

A praticamente uma semana da estreia, eis que a Netflix divulga o primeiro trailer da série de culto instantâneo “The End of the F***ing World”.

Em janeiro de 2018, a Netflix presenteou-nos com um êxito inesperado: “The End of the F***ing World.” A série tornou-se um culto instantâneo em grande parte devido à química alcançada pela dupla de protagonistas estreantes, Jessica Barden e Alex Lawther.

A premissa poderia parecer um pouco peculiar, mas rapidamente se revelou viciante. James, um jovem sociopata, concorda em fugir com a rebelde (sem causa) Alyssa, quem ambiciona matar durante os primeiros episódios. No entanto, a sua relação floresce para algo peculiarmente único e estranho, complicando os planos a James. Juntos, acabam numa situação ingrata que, a avaliar pelo trailer, não terminou mesmo com um final feliz – sejamos sinceros, o mesmo também não faria sentido em “The End of the F***ing World”.

Lê Também:
Netflix em Outubro | As séries que recomendamos

Segundo a Netflix, na segunda temporada irá focar-se em Alyssa, que ainda está a lidar com os acontecimentos daquela cena final. Uma nova personagem, Bonnie (Naomi Ackie), irá igualmente entrar na história enquanto uma forasteira com um passado turbulento e uma misteriosa ligação a Alyssa.

Charlie Covell, criador da série, volta a ser o responsável pelo argumento baseado na aclamada banda-desenhada de Charles Forsman. Também o compositor Graham Coxon, será mais uma vez responsável pela banda-sonora original de “The End of the F***ing World.” A dupla de cineastas britânicas Lucy Forbes (“In My Skin”) e Destiny Ekaragha (“Silent Witness”) serão responsáveis pela realização dos primeiros episódios.

TRAILER | THE END OF THE F***ING WORLD, ALYSSA… SEM JAMES?

“The End of the F***ing World” regressa dia 5 de novembro à Netflix.

Inês Serra

Cresci a ir ao cinema, filha de pais que iam a sessões duplas...Será genético? Devoro livros e algumas séries. Fã incondicional do fantástico e do sci-fi. Gostaria de viver todos os dias com o mote Spielbergiano - "I dream for a living"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *