A Valve criou passes pagos para jogos alternativos do Dota 2

A nova iniciativa da Valve visa apoiar os programadores de variações do Dota 2 mas já se encontra sob duras acusações.

Em abril de 2015 a Valve, em parceria com a Bethesda, tomou a decisão algo controversa de introduzir mods pagos no jogo The Elder Scrolls V: Skyrim, uma medida que acabaria por ser terminada após a receção extremamente negativa por parte dos fãs do jogo e da comunidade gamer em geral. Mas eis que, quase um ano depois, a Valve volta a tentar a sua sorte em introduzir um sistema em que os criadores de modificações podem receber alguma compensação pelos seus esforços, desta vez com aquele que é sem dúvida o jogo mais popular do momento, com uma média de mais de um milhão de jogadores por dia, o Moba Dota 2.

Lê também: Top Jogos – Os maiores mitos e teorias de conspiração nos videojogos

Denominados de “Custom Game Pass”, estes permitem aos criadores de um determinado mod de cobrar uma determinada quantia por 30 dias de previlégios especiais, tais como um bónus de experiência, mais espaço no inventário, etc. No entanto, o acesso a este mod será sempre gratuito para todos os jogadores e os mods com autorização a terem estes passes serão sempre selecionados a dedo pela própria Valve. Para já, o primeiro mod a incorporar este sistema chama-se Roshpit Champions e a comunidade parece tê-lo recebido de forma geralmente positiva.

Dota 2

No entanto, este sistema já se encontra sob acusações que alguma da arte usada no mod foi usada sem permissão dos seus autores, algo que é geralmente tolerado num mod gratuito, mas que constitui roubo a partir do momento em que este é usado para fins monetários. Por outro lado, os criadores de Roshpit Champions já apresentaram também a sua defesa, afirmando que a arte usada ou é perfeitamente legal de acordo com as regras estipuladas pela Valve ou que a imagem usada é apenas uma pequena parte da imagem original, pelo que “não deve causar nenhum problema”.

De momento esta situação ainda não se encontra resolvida e o debate continua, mas parece que este novo sistema do Dota 2 ainda precisa de mais algum tempo para encontrar o seu caminho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *