Versão não-censurada de Batman v Super-Homem pode chegar aos cinemas

Batman v Super-Homem: O Despertar da Justiça teve muitas cenas cortadas, e sabe-se agora que a sua versão não censurada pode chegar aos cinemas ainda antes de ficar disponível de forma digital.

Com 151 minutos, Batman v Super-Homem: O Despertar da Justiça é já considerado um dos filmes de super-heróis mais longo de sempre. Apesar de algumas críticas negativas (que surpreenderam Ben Affleck), o que os expectadores podem esperar ver é uma introdução ao Universo Expandido da DC.

Ainda assim, houve uma boa parte do filme que não ficou na versão lançada para os cinemas, estando algum material a ser guardado para a “Ultimate Edition“, não censurada. O que sabemos agora é que existe a possibilidade de essa versão de três horas ser lançada para o grande ecrã primeiro!

Vê ainda: Reação de Ben Affleck às críticas de Batman v Super-Homem vira meme

A Warner Bros. está então a aparentemente pôr a possibilidade de lançar essa versão – não cortada e R-Rated, ou seja, com classificação de maiores de 18 anos -, para o cinema antes de sair oficialmente em Blu-Ray e outros formatos digitais. Apesar de ser incerto quantas pessoas iriam ao cinema ver essa versão, traria alguma novidade ao filme e talvez mudasse a forma como o filme está marcado nas nossas mentes, como um filme que era dos mais ansiados para este ano e que não é visto, de uma forma geral, como extraordinário.

Batman v Super-Homem versão não censurada

Esta versão é Rated R devido à existência de cenas mais intensas e violentas, e inclui pessoas que foram cortadas da história, nomeadamente a personagem interpretada por Jena Malone. Os prós e os contras: esta versão com menos cortes poderia chamar mais pessoas ao cinema mesmo quem já viu a versão original, seja para verem mais ação ou para preencher alguns plot-holes que possam ter ficado por explicar. No entanto tendo três horas de duração pode ser difícil levar expectadores assíduos a ir assistir. Uma decisão que ainda será tomada pela Warner Bros..

Sabe mais: Batman v Super-Homem: O Despertar da Justiça, em análise

Seja no cinema ou de forma digital, mais tarde este ano qualquer pessoa poderá ver esta versão de Batman v Super-Homem. Pensas que seria uma boa decisão lançá-la no cinema?


 

Ana Rodrigues

Seriófila, e amante das artes cinematográficas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *