Better Call Saul

Vince Gilligan avisa que “Better Call Saul” vai ficar mais negro

Depois de uma extraordinária terceira temporada, o autor de “Better Call Saul” prepara os fãs para um futuro obscuro mas fascinante.

O último episódio da terceira temporada de “Better Call Saul” deixou-vos num silêncio ensurdecedor, a engolir em seco e de digestão difícil? Então preparem-se. A jornada de Jimmy McGill até Saul Goodman está prestes a ficar ainda mais negra.

O autor da série Vince Gilligan, criador também da cada-vez-mais-série-de-culto “Breaking Bad“, teceu recentemente algumas considerações sobre o futuro da série e analisou também o desempenho da atual especialidade da casa da AMC na época de prémios. Dez anos depois do mundo ter conhecido Walter White, Gilligan aceita a falta de reconhecimento de “Better Call Saul” nos Emmy ou Globos de Ouro mediante a brutal concorrência.

Lê Também:
As Melhores Novas Personagens de Séries em 2017

Aquele que é uma das referências da televisão atual, espera que Bob Odenkirk venha a ser distinguido nos próximos anos e desejou que o soberbo trabalho de Rhea Seehorn se traduza em mais nomeaçõe. Lamentou ainda a forma como Michael McKean foi ignorado depois de ser um dos destaques do ano como Chuck McGill.

Gilligan confessou não ter qualquer crédito no brilhantismo com que foi executado o acidente de Kim. Na sua entrevista, VG adiantou que “Better Call Saul” não deixará de ter os seus momentos de humor. No entanto, há uma viagem de emoções fortes à espera do protagonista.

BETTER CALL SAUL 3 | A MELHOR TEMPORADA DA SÉRIE

Preparados para sofrer com “Better Call Saul”? É bastante comum os autores de séries dramáticas “venderem” o seu produto desta forma. Mas, depois do final da terceira temporada, ninguém duvida que chegámos a um ponto sem retorno.

Miguel Pontares

Licenciado em Comunicação Empresarial, estudou ainda Escrita de Argumento para Cinema e Televisão. É um dos autores do blog Barba Por Fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *